0 R$0.00

Nenhum produto no carrinho.

Não categorizado
Dicas para a sua rosa do deserto – Jardinagem em casa

Dicas para a sua rosa do deserto – Jardinagem em casa

A rosa do deserto é uma planta que vem atraindo a atenção do público, tanto por sua beleza quanto pela facilidade em relação ao cuidado.

Justamente por isso, começou a entrar na vida de jardinagem do mundo inteiro, ainda que seja originária da África.

Em síntese, a rosa lembra uma grande planta em miniatura, tendo raízes aparentes e flores que podem ser rosadas, rosa com branco ou branco com borda rosa.

A maior vantagem dessa planta é que as rosas nascem o ano todo, bem diferente de algumas outras flores que você vê por aí.

Geralmente, na primavera, as rosas também exalam um cheiro mais poderoso, ideal para transformar o seu canteiro.

É válido destacar ainda que existem algumas variações da rosa que são artificiais e que possuem como distintas, como a rosa negra e a vinho.

A partir disso, separamos algumas dicas e curiosidades para você cuidar da sua planta da melhor forma. Vem conferir!

1# Separando o seu vaso

rosa do deserto

Para começar, a rosa do deserto lembra um pouco as suculentas quando o assunto é cuidado.

Isso porque, a planta gosta bastante de água, mas o solo encharcado pode matar a rosa.

Por isso, o ideal é que o vaso tenha um poder alto de drenagem, o que pode ser feito colocando uma camada de peras e tela plástica no fundo.

Essa dica também ajuda a manter as raízes dentro do vaso, evitando que comecem a sair pelos furos de baixo, o que pode até tampar totalmente esses pontos de eliminação de água.

Já em relação a substrato, a recomendação é sempre escolher a terra misturada com areia grossa e humus de minhoca.

Como a rosa está acostumada com um clima que é mais semiárido e temperaturas altas, essa terra garante o desenvolvimento e crescimento.

Dica de ouro

O ideal é sempre escolha um vaso em formato de concha ou uma bacia.

Isso porque, o formato do tronco da rosa se dá melhor com vasos que tenham as bordas mais baixas, melhorando a oxigenação.

Dessa maneira, você vai notar que a planta fica mais robusta, engrossa mais rapidamente e fica com aspecto mais saudável.

2# Rosa do deserto adora iluminação

Diferentemente de outras rosas, que são bem sensíveis, está já esta habituada com um clima mais quente.

Justamente por isso, de uma flor que realmente gosta de sol, de luz direta.

Inclusive, se deixar o vaso em local com meia luz, é provável que ela até floresça, mas comece a minguar aos poucos ou a floração fica comprometida.

A recomendação é que a planta receba em torno de seis horas de sol todos os dias.

Inclusive, aqui temos uma curiosidade.

A rosa pode acabar ficando torta na tentativa de encontrar sol, ou seja, se deixar luz em metade do vaso, por exemplo, o “tronco” vai começar a pender na direção da luz.

Sendo assim, é de se esperar que essa não seja uma planta que gosta de frio.

rosa do desertorosa do deserto

Dessa forma, a recomendação é nunca deixar dentro de ambientes fechados e climatizados, como com ar condicionado, ou que sejam muito úmidos.

Sinal disso é que quando ficam em ambientes sem sol e temperatura mais alta, as folhas começam a cair ou ficam bem amareladas, levando a perda das flores.

3# Poda e adubação

As podas são essenciais para eliminar folhas velhas e mortas, além de ajudar no crescimento da planta.

Uma dica para isso é envolver os galhos da rosa com barbante ou arame, processo semelhante ao que é feito com bonsai.

Através dessa técnica, você consegue definir melhor o formato da planta, para que ela cresça mais padronizada.

Já a adubação, deve ser feito de maneira regular, já que os vasos com mais poder de drenagem acabam perdendo os nutrientes ao longo do tempo.

Entretanto, nunca coloque nenhum fertilizante diretamente na raiz, o que pode queimar e levar a morte da rosa.

Se o substrato estiver muito seco, também é preciso trabalhar para mudar isso antes de fazer a adubação.

Para esse processo, muitos indicam o uso de forth cactos, que é um produto ideal para plantas do deserto.

4# Água na rosa do deserto – A dúvida mais comum

As rosas do deserto também gostam de água, ou seja, nada de deixar a planta secar não viu?

Entretanto, a planta nunca deve ficar encharcada, já que isso pode fazer com que as raízes apodreçam.

Uma dica interessante é sempre dar um leve apertão no bulbo.

Se ele estiver murcho, significa que a planta precisa de mais água.

As regas devem acontecer de maneira que o solo não fique seco, mas também não fique muito molhado.

Caso a sua planta tenha apodrecido, é possível sim salvar a sua rosa.

Para isso, você vai tirar toda a planta cuidadosamente do vaso, limpar as raízes e tirar podas as partes apodrecidas, o ideal é usar uma colher para isso.

rosa do deserto

Em seguida, coloque essa planta em local com sombra para que as raízes cicatrizem, o que demora em torno de 5 dias.

Só depois disso, você pode replantar o bulbo em um vaso novo, com substrato novo.

Depois de replantar, deixe mais uns 3 dias na sombra e vá levando ao sol aos poucos, para que ela seja capaz de se regenerar.

Durante esse processo, é natural que as folhas caiam.

Aproveite para conferir também:

Importante

Toda mudança de ambiente pode fazer as folhas caírem e ficarem amareladas, devido ao processo de adaptação.

Por isso, é comum que isso aconteça logo depois que você compra ou traz a rosa de um viveiro, mercado ou outra casa.

Tenha paciência durante esses primeiros dias, não adube e nem troque de vaso.

Quando ela começar a florescer e crescer novamente, você pode fazer a troca.

Ah, uma dica importante é tentar retirar as plantas do tempo sempre que estiver muito chuvoso.

Isso porque, o solo pode acabar ficando muito úmido, levando ao apodrecimento das raízes.

Já em casos de chuvas irregulares, observe a planta e só faça a rega quando o substrato estiver bem seco.

 

Por fim, você ainda ficou com alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre a rosa do deserto?

Comenta aqui embaixo ou aproveite para compartilhar as suas dicas com nossos leitores sobre essa planta linda, incrível e fácil de cuidar.

Grande abraço e até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

X